Terça-feira, 1 de Maio de 2007

LAMENTO

jg

 

Nem tu, amor, me deste aquele sossego

Que te pedi!

No grande cais da vida onde aportei

Eram tantos os braços e os acenos

Que me cansei

A responder a todos, e a nenhum...

Puras miragens, puros impossíveis,

Um a um

Foram morrendo, sem deixar ao menos

Traços visíveis

Da ilusão fugaz.

E ali fiquei, de coração vazio,

À espera de chegar noutro navio...

E sem paz.

Miguel Torga (Penas do Purgatório)

João

 

 

sinto-me: a regressar........
publicado por agregando às 23:39
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. LAMENTO

.arquivos

.As minhas preferências

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds