Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

...

JG

CONFISSÕES

 

São 22h e 35m de sexta-feira. Cheguei a casa hà cerca de uma hora, completamente estafado, no final de mais um dia de trabalho.

Longe vai o tempo, em que não me encontrava só quando chegava a casa. Bem vistas as coisas eu não estou só.Tenho a minha solidão, os meus fantasmas e acima de tudo os des-amores.

Ao fim de cerca de nove anos, longe de tudo o que mais amava, voltei para re-fazer a minha vida junto daqueles que, por vicissitudes da vida, fui obrigado a deixar de ter diariàmente no meu convívio. Neste iato da minha vida, muita coisa mudou. A mulher da minha vida partiu, e eu, não obstante o apoio dos meus filhos, ainda hoje me sinto perdido, manco, desasado, e acima de tudo incompleto. Os amigos,poucos, mas bons, felizmente mantiveram-se.

Lentamente, vou re-aprendendo a viver, a respirar, e, acima de tudo a fazer das tripas coração para apanhar o combóio certo.

Não obstante toda a tristeza que muitas vezes me invade, vou buscando forças onde nunca pensei ter.

Nestes últimos nove anos, muitas foram as vezes que tive vontade de baixar os braços e desistir. Baixar os braços e desistir, não é necessariamente sinónimo de fraqueza ou falta de carácter. São sim, muitas vezes, a constatação  que mais vale parar e esperar que a tempestade passe. Alturas há, em que parece que tudo o que de menos bom há, nos bate à porta.

O regresso, à minha Lisboa que tanto amo e adoro, percorrê-la, calcorreando as sua ruas, ver o Tejo, olhar para o mar, tem ajudado a superar alguma da apreensão e incerteza, no dia de amanhã. 

É óptimo, voltar a estar com pessoas que já não víamos hà muitos anos, e, constactarmos que se sentem agradadas, senão mesmo felizes-passe a imodéstia-quando nos reveem.

Voltei a poder ver os jogos de rugby do meu Benfica, bem como o torneio das “6 Nações”.

Agora, só falta, conseguir ultrapassar a desilusão maior, a seguir à perda da minha MÃE.

 

sinto-me:
publicado por agregando às 23:11
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De MT-Teresa a 17 de Fevereiro de 2007 às 00:11
João

Estava quase a desligar isto, porque o sono não perdoa, no entanto "vi" que tinhas ido ao meu canto e resolvi entrar no teu, antes de ir dormir

Estás triste e fiquei também eu um pouco triste por te ler.

TENS que VENCER e vais conseguir e o mais importante TENS que acreditar

Quando se recomeça, a maior parte das vezes renasce-se, mas enquanto a dor não se desvanece, não damos por isso.

No entanto DOR mesmo é quando as pessoas que amamos, partem de vez...como o tua mãe...ou o meu pai..ou como o Joãozinho que só tinha 20 anos e deixou a sua mãe completamente morta por dentro
( e tu sabes que a conheces)

Beijos
Teresa

nota: amanhã tens o teu (e meu) Benfica às 15H...não faltes...é no estádio Univ ( eu se estiver a chover não vou...rss)







De agregando a 18 de Fevereiro de 2007 às 18:06
Teresa!
Obrigado por me ajudares a tentar ultrapassar, pela esquerda ou pela direita. O importante agora é, conseguir enterrar definitivamente um certo passado.
João

Comentar post

.mais sobre mim

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. TEMPOS PASSADOS

. NASCEU

. ...

. REGRESSO

. ...

. CORAÇÃO/AUSÊNCIA

. ...

. DOR

. SENSAÇÕES

. PARA.......

.arquivos

.As minhas preferências

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds