Sábado, 20 de Outubro de 2007

ADEUS PAI

JG

 

A nossa passagem por este planeta, é fruto do encontro de duas pessoas que se amam ou não.

No meu caso, aplica-se a primeira . Como é lógico, essas eram as minhas raízes de primeira ordem. Uma das raízes, e que era simultâneamente o chão que recebeu a semente, deixou-me orfão há cerca de catorze anos.

A outra raíz,que, como não podia deixar de ser era simultâneamente semente, terminou no dia 17 deste mês a sua passagem por esta vida.

Seja lá onde estiver, encontrará alguém que há 13 anos partiu, e que tanta falta lhe fez.

Nesta altura a sensação de vazio é muito grande. Já não tenho raízes vivas. Já todas voltaram à terra para se transformarem em pó.

Quero aqui deixar, e porque os últimos anos foram demasiado duros, atendendo à incapacidade que o "António " tinha em  reconhecer os filhos, ou quem quer que fosse, de manifestar o quanto sinto a sua falta e o quanto o amo.

Pai, obrigado por tudo. Até um dia destes.

Um grande beijo do filho que te ama e não te esquece.

 Quando encontrares a Nazaré ,  dá-lhe também um grande beijo meu.

João

P.S.: O vermelho é uma homenagem.

 

sinto-me: Muito triste
tags:
publicado por agregando às 19:14
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De MT-Teresa a 22 de Outubro de 2007 às 07:46
Força!

Beijinho
De agregando a 22 de Outubro de 2007 às 08:45
Mesmo não parecendo,sabes bem que tenho, que chega e ás vezes ainda sobra.
Obrigado.
Beijo
João.

Comentar post

.mais sobre mim

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. TEMPOS PASSADOS

. NASCEU

. ...

. REGRESSO

. ...

. CORAÇÃO/AUSÊNCIA

. ...

. DOR

. SENSAÇÕES

. PARA.......

.arquivos

.As minhas preferências

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds